Os 10 dias em que a música morreu

Do acidente que matou Buddy Holy, Ritchie Valens e Big Booper à tragédia dos Mamonas Assassinas conheça os 10 desastres de avião em que morreram ídolos da música


Os acidentes aéreos são uma preocupação no mundo da música. Muitos artistas têm pavor das viagens. Submetidos a uma agenda intensa, os músicos muitas vezes são obrigados a utilizar aeronaves particulares alugadas para cumprirem a agenda de shows. Os riscos existem e a história está cheia de tragédias que tiraram a vida de muitos ídolos, e as vezes, de bandas inteiras! Muitos acidentes foram causados pela imprudência e irresponsabilidade dos próprios músicos.

Listamos abaixo os 10 acidentes que deixaram o mundo da música mais triste.

Ritchie Valens
Ritchie Valens

1. No dia 3 de fevereiro de 1959, o recém nascido Rock´n Roll sofreu sua primeira perda. Os ídolos Buddy Holly, The Big Booper e Ritchie Valens morreram após a queda do avião, que decolou na cidade de Clear Lake, no Iowa, rumo ao estado do Minnesota. Os músicos embarcaram e decidiram seguir viagem para cumprir agenda mesmo com as péssimas condições climáticas naquela noite. O resultado foi que o avião caiu pouco depois da decolagem. A tragédia foi retratada no filma La Bamba, o grande sucesso do jovem Ritchie Valens, e ficou conhecida como o dia em que a música morreu, frase que ficou imortalizada na letra da famosa música American Pie de Don MacLean

2. Em 5 de março de 1963 morreu Patsy Cline, uma das mais influentes cantoras de country de toda a América do Norte. A canção ‘Crazy’, escrita por Willie Nelson e regravada em todo o mundo por diversos artistas, foi gravada pela primeira vez pela cantora. Patsy tinha apenas 30 anos e estava prestes a  ter  seu trabalho reconhecido internacionalmente quando o avião em que viajava caiu em Camden, Tennesse. No avião com ela estavam outras figuras conhecidas do country na época, como Hawkshaw Hawkins, Randy Hughes e Cowboy Copas. Hughes, então amante e empresário de Cline, era o piloto do avião.

3. Em 10 de setembro de 1967 morreu a lenda do soul Otis Redding também em um acidente aéreo causado pelas péssimas condições climáticas. O músico partia de Cleveland rumo a Wisconsin em um avião particular e foi alertado pela sua equipe para não embarcar. Mesmo assim, ele decidiu seguir viagem. Próximo ao destino, o avião caiu no Lago Monona e matou todos a bordo, menos o músico Ben Cauley, da banda Bar-Keys.

4. Em 20 de outubro de 1977 um acidente matou quase metade dos integrantes da lendária banda Lynyrd Skynyrd. O grupo estava no auge de sua carreira emplacando sucessos como Sweet Home Alabama e Free Bird, e embarcou após uma apresentação na Carolina do Sul rumo a outro show na Louisiana. Ronnie Van Zent, Steve Gaines e Cassie Gaines morreram quando o avião caiu numa floresta do Mississippi. A banda que havia recém-lançado o álbum Sreet Survivors, mudou a capa que tinha um fundo com chamas, para um fundo preto, e encerrou atividades até o final dos anos 80, quando retornou com nova formação.

5. Em 9 de março de 1982 morreu o célebre guitarrista Randy Rhoads, da banda de Ozzy Osbourne. Famoso por criar riffs marcantes como o da música Crazy Train, o músico morreu por causa de uma brincadeira. A banda viajava de ônibus e após uma parada próxima a uma pista de pouso, os músicos decidiram pegar uma aeronave sem autorização. O piloto fez manobras arriscadas para assustar os outros membros da banda que estavam dormindo no ônibus, incluindo Ozzy. Em uma dessas manobras o piloto bateu com uma das asas do avião no ônibus e caiu logo em seguida, explodindo e matando todos a bordo, inclusive Rhoads. Os exames toxicológicos mostraram que o piloto ele estava sob  efeito de cocaína.

6. Em 31 de dezembro de 1985 morreu Ricky Nelson após um show no Alabama.  Nelson e sua banda fretaram um jatinho particular rumo ao Texas, mas o avião caiu matando Nelson, sua noiva, Helen Blair, o baixista Patrick Woodward, o baterista Rick Intveld, o tecladista Andy Chapin e mais dois ocupantes. Outros dois saíram com vida do acidente. As más línguas contam que o desastre se deu depois que Ricky Nelson, que pilotava a aeronave, acendeu um cigarro de maconha com cocaína, causando uma explosão, e consequentemente, levado o avião à inevitável queda.

Stevie Ray Vaughan
Stevie Ray Vaughan

7. Em 27 de agosto de 1990, no Wiscosin, o guitarrista de blues Steve Ray Vaughan partia para uma apresentação. Nesse dia, ele havia encontrado apenas um lugar vazio em um dos quatro helicópteros que levaria a equipe (formada por seu irmão Jimmy, Eric Clapton e seus músicos) ao show daquela tarde. Devido ao mau tempo, a aeronave que levava Vaughan e os músicos de Clapton virou para o lado errado e se chocou contra uma pista artificial de ski, matando todos os ocupantes. O blues perdeu então um de seus maiores ídolos.

8. Em 2 de março de 1996 aconteceu a maior tragédia da música pop brasileira. Todos os integrantes do grupo Mamonas Assassinas morreram após a queda da aeronave na Serra da Cantareira em São Paulo. A história se repete. A banda embarcou em um avião particular para cumprir sua jornada de shows e deixou órfãos uma legião de fãs!

9. Em 12 de outubro de 1997 morreu o cantor e compositor de folk John Denver. Ele próprio pilotava a aeronave e já havia perdido a licença para pilotar devido ao alcoolismo. Denver foi informado que a aeronave estava com uma falha mecânica, mas decidiu decolar mesmo assim. O avião caiu no Pacífico, perto da Califórnia.

10. Em 25 de agosto de 2001 morria uma das promessas do R&B contemporâneo. Após a gravação do videoclipe “Rock the Boat” nas Bahamas, América Central, a atriz e cantora Aaliyah e mais oito pessoas não resistiram à queda do avião que os levaria de volta aos Estados Unidos. O mais provável é que o acidente tenha acontecido devido à desestabilização da aeronave Cessna, causada pelo peso das bagagens. O laudo da autópsia feito no corpo do piloto, Luis Morales III, detectou vestígios de cocaína e álcool em seu sangue.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *