Os segredos da guitarra mais famosa do mercado

Entenda por que a Fender Stratocaster se tornou um ícone e o modelo mais vendido da história do rock.


Criada em 1954 por Leo Fender, a guitarra Fender Stratocaster se tornou um sucesso absoluto que perdura até hoje. O seu design, apelidado simplesmente de “strato”, é um dos projetos mais bem sucedidos da história. Ele divide com os modelos Telecaster e Gibson Les Paul, a preferência dos roqueiros e blueseiros. Mas, afinal, o que faz essa guitarra ser tão especial? Listamos para você alguns dos detalhes e segredos da guitarra mais famosa do mundo.

A patente da Stratocaster
A patente da Stratocaster

A grande diferença da Fender Stratocaster está no seu design. Se existe perfeição, esse é um projeto que está muito próximo do que poderíamos chamar de excelência na conjunção entre ergonomia, beleza e eficiência.

O que é ergonomia? Ergonomia é a ciência que estuda a perfeita adequação de algum objeto ao corpo humano conforme o seu uso. Nesse aspecto, a strato é perfeita. A primeira característica é o conforto que ela proporciona para o músico ao tocar. O peso é relativamente menor do que suas concorrentes de corpo sólido, especialmente a Gibson Les Paul.

Essa redução de peso é obtida graças em parte ao cortes chamados cutaways. Diferente do modelo Les Paul, que só tem um corte na parte inferior para facilitar o acesso completo a todas as escalas do braço, a strato tem dois, um em cima e outro em baixo.

Esse duplo corte proporciona também uma versatilidade para o músico virtuoso que deseja tocar de formas diferentes, pois ele vai poder acessar as notas mais altas das escala tanto segurando o braço por baixo como por cima.  Mas, o que faz o cutaway na parte superior ser muito importante é a possibilidade do músico segurar melhor o braço com o apoio do dedão na parte superior quando tocar as ultimas notas da escala. Essa realmente é uma grande ajuda que o design da strato oferece para solistas na hora da performance.

Design suave sem linhas retas para não machucar o músico
Design suave sem linhas retas e ângulos de 90º para não machucar o músico

Ainda no campo da ergonomia, o design da Fender Stratocaster é muito cuidadoso. Atrás, o corpo tem um ligeiro corte na parte superior fazendo que a guitarra se encaixe suavemente na barriga ou peito do músico. Esse cuidado em ser confortável e não machucar o músico também fica visível na parte superior do corpo que é ligeiramente mais fino e curvo para que o músico possa apoiar seu braço enquanto toca.

Uma das maiores revoluções que Leo Fender fez na strato foi o desenho da mão, ou do headneck. Ele é o único que permite que todas as cordas fiquem completamente em linha reta, desde as tarrachas até a ponte. Isso influencia na sustentabilidade do som como também na precisão da afinação, evitando o atrito desnecessário das cordas com a pestana (a pestana é uma peça normalmente branca com ranhuras por onde as cordas passam e que divide a mão e o braço)

Outra inovação foi o espelho único na frente da guitarra, facilitando o acesso a toda parte elétrica dos captadores. E, finalmente, falando de captadores, a Fender possui 3 single coils, que produzem um som alto e brilhante, diferente dos captadores humbucker, que produzem um som mais “gordo” e encorpado. Entretanto, graças a Jimi Hendrix, Leo Fender também criou uma forma de engordar o som da strato.

Inicialmente, a Fender Stratocaster só permitia a seleção de um captador isoladamente. Ou você tocava com o captador mais próximo da ponte, ou com o do meio, ou com o mais próximo do braço. Hendrix fez uma alteração na parte elétrica e selecionava dois captadores simultaneamente. Com isso ele não apenas engordou o som como também resolveu um outro problema, o ruído.

Captadores single coil costumam ter mais ruídos do que os humbuckers. O captador humbucker foi uma inovação da Gibson ao utilizar duas bobinas em vez de uma só, e o detalhe mais importante, com polaridades diferentes. Dessa forma uma bobina elimina o ruído da outra. O próprio nome do captador traduz essa capacidade (humbucker = cancelador de ruído). Quando a Fender passou a disponibilizar 5 opções em sua chave seletora o problema do ruído também foi minimizado. A chave seletora da strato normalmente oferece as seguintes opções: a posição 1, mais próxima do braço, aciona o captador do braço; a posição 2 aciona o captador do braço e o do meio; a posição 3 aciona só o do meio; a posição 4 aciona o captador do meio e da ponte e; a posição 5 aciona só o da ponte. Frequentemente as opções 2 e 4 da chave seletora não produzem ruído quando os captadores possuem polaridades diferentes.

A contribuição de Hendrix para o aprimoramento da Fender foi importantíssima e isso também é uma política que faz com que a Fender Stratocaster chegue cada vez mais perto da perfeição ao ouvir a opinião e sugestões de seus endorsers, e entre eles estão nada mais nada menos que nomes como Eric Clapton, Jeff Beck, David Gilmour e Mark Knopfler, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *