Plant lança novo trabalho

O novo álbum do ex-vocalista do Led Zeppelin é uma aula de bom gosto e classe.


Há de se perguntar se Robert Plant, ex vocalista de uma das maiores bandas de todos os tempos, o Led Zeppelim, ainda tem algo a provar.

A resposta é sim, e está registrada no novo álbum Carry Fire, que foi lançado neste mês de outubro.

Provar que mesmo com tanto tempo de estrada, de pertencer a uma geração de ouro do rock, o velho cabeludo continua fazendo boa música, sem os fantasmas da antiga banda e sem medo de ser feliz.

Enquanto seu ex parceiro, Jimmy Page, se contenta em ser apenas o eterno curador da obra do Led, esquecendo do guitarrista que um dia foi, Plant segue em frente construindo uma carreira com mais altos do que baixos, acompanhado da sua fantástica Sensational Space Shifters, banda que traduz com perfeição as ideias do homem.

Esqueçam os vocais gritados, alternando com os uivos tão conhecidos. Aqui nos deparamos com um cantor mais maduro e que vasculha mais ainda suas raízes folk, aliada a percussão africana, algo que ele já vinha explorando, como os brasileiros puderam ver na sua última passagem por estas terras.

Claro que o legado do Zeppelin não é de todo esquecido, até porque a banda sempre explorou o folk e a cultura celta em seus álbuns, mas a abordagem feita por Plant faz toda a diferença.

Um trabalho carregado de melancolia e maturidade, aonde Plant quase conversa com o ouvinte sobre as dores e alegrias de uma vida vivida intensamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *