O Rush se despede.

Mais uma das grandes bandas anuncia a aposentadoria.


Infelizmente para os fãs, e amantes da boa música, a banda canadense Rush, não tem mais planos de gravar ou excursionar, segundo declaração a um jornal do guitarrista Alex Lifeson: “Faz pouco mais de dois anos desde que o Rush excursionou pela última vez. Não temos planos de excursionar ou gravar mais discos. Basicamente acabou. Após 41 anos, sentimos que foi o suficiente.

Desde 2015 sem excursionar, devido as constantes declarações do baterista Neil Peart, que revelou problemas relacionados a saúde, o que o impediriam de tocar no mesmo nível de antes, e por isso prefere parar.

Apesar do fim de uma das mais lendárias bandas clássicas, tanto Alex quanto o baixista Geddy Lee declaram ter vontade de continuar trabalhando juntos, porém não mais sob o nome Rush.

Surgida na década de 70 no Canadá, o grupo, com a formação Alex Lifeson (guitarra), Geddy Lee (baixo) e John Rutsey (bateria) no início, lançou em 1974 seu primeiro álbum (Rush), que trazia o sucesso “Working Man”, e que foi uma das músicas mais escutadas nos EUA.

O sucesso de verdade estourou com a chegada do baterista Neil Peart, que trouxe melhoras significativas à banda tanto na parte sonora quanto nas letras e temas complexos. A partir daí, o power trio progressivo lançou uma série de obras primas como, 2112, Moving Pictures, A Farewell to Kings, além de um dos melhores álbuns ao vivo de todos os tempos, Exit…Stage Left.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *