Nova reunião do Genesis?

Surgem rumores, cada vez mais fortes, sobre possível reunião de uma das bandas mais criativas do rock progressivo.


Com uma carreira que remonta há mais de 50 anos, o Genesis é indiscutivelmente um dos grupos de rock britânicos mais subestimados dos anos 70, tendo lançado 15 álbuns ao longo da vida da banda.

Agora, parece que poderemos ver uma reunião do grupo no futuro, talvez em 2019, com os membros admitindo estarem abertos para voltar a se juntar.

Apenas alguns dias atrás, o membro fundador e tecladista, Tony Banks, expressou seu interesse em uma  reunião, afirmando que ele discute isso com o ex-baixista do Genesis, Mike Rutherford, com freqüência. “Nós não descartamos isso. Seria divertido tentar“, disse ele. “Mas Phil [Collins] tem que sobreviver a sua turnê ( que passa pelo Brasil neste mês de Fevereiro ) antes de tudo, para vermos o faremos“, referindo-se ao fato de que Phil Collins já não tocaria mais bateria, devido a lesões sofridas durante a última reunião de Gênesis em 2006.

Seu filho fez um trabalho muito bom para ele“, admitiu Banks, sugerindo que o filho de Collins poderia assumir tarefas de baterista. “Ele soa incrivelmente como Phil quando toca“.

Enquanto o próprio Phil Collins afirmou em 2016 que “não descartava” uma reunião, o guitarrista Steve Hackett também se manifestou sobre o assunto, admitindo que “estou sempre aberto a isso“, antes de acrescentar que ele deixou sua disponibilidade clara. “Eu disse a eles para me chamar se eles precisassem de mim“, ele confirmou.

Nesta fase, parece que as figuras-chave estão interessadas na reunião, mas devido aos seus horários conflitantes, isto pode levar algum tempo antes de realmente ver algo acontecer.

Hackett acredita que “algo acontecerá” em relação ao aniversário de The Lamb Lies Down In Broadway (1974) que completará 45 anos em 2019, mas, da mesma forma, os detalhes exatos ainda estão em andamento.

Peter Gabriel, vocalista, compositor e líder do Genesis na primeira fase declarou: “Não descartei a possibilidade de fazer algo no futuro, mas agora vou me concentrar no meu próprio trabalho”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *