Quer voltar para a mídia? Quincy Jones ensina

Fora dos holofotes e em fim de carreira, um dos maiores produtores de todos os tempos encontrou uma forma bem eficiente de voltar a ser notícia: falar mal dos grandes astros da história.


Para quem já não tem mais nada a perder, falar mal dos outros, mesmo aqueles com quem trabalhou, pode ser uma grande estratégia para voltar a ser notícia. Essa foi a tática de um dos maiores produtores da história da música, Quincy Jones. Aos 84 anos, e praticamente já aposentado, o mestre reconhecido por todos e responsável por produzir mega sucessos como Michael Jackson, simplesmente abriu o verbo essa semana. Em entrevista para a revista Vulture, o produtor falou mal de ícones do rock como Os Beatles, do mundo do cinema, como Marilyn Monroe, de seus amigos, como Frank Sinatra e até de sua cria, Michael Jackson.

Sobre os Beatles, disse que eram os piores músicos do mundo. Sobre Marilyn, disse que Frank Sinatra a “ofereceu” pra ele, mas ele não quis porque tinha seios que pareciam uma pera. Sobre sua cria Michael Jackson, disse que roubava músicas. E a metralhadora não poupou ninguém, até o U2 entrou na história. Quincy disse que estão decadentes e sua obra não é mais a mesma.

O resultado pode ser atestado por qualquer um, basta fazer uma pequena busca no Google e constatar que Jones aparece como destaque em vários sites do notícias. A pergunta é, por que abrir o verbo só agora? A resposta parece simples para qualquer mortal: a busca dos holofotes para quem não tem mais nada a perder, construiu uma carreira de sucesso e quer apenas continuar sendo notícia.

Essa tática é usada por muitas celebridades. Quando a coisa está parada, arrume um jeito de sacudi-la. Encontre um jornal disposto a te entrevistar e ouvir algumas “revelações” e fofocas sobre celebridades. Nesses tempos de redes sociais, às vezes nem isso é preciso. Divulgue suas opiniões polêmicas em seus próprios canais e pronto, aguarde o resultado. Mas, para essa tática dar certo é preciso que suas opiniões não sejam estúpidas ao ponto de você perder credibilidade. No caso de Quincy Jones, o produtor deixou de ser notícia pelo seu trabalho fantástico para ser notícia pela sua fanfarronice.

Para ver a entrevista de Quincy Jones à revista Vulture, clique aqui

Lembre algumas outras celebridades que usaram táticas semelhantes

Nelson Piquet, disparou comentários maldosos sobre um jovem que estava roubando a cena na Fórmula 1 quando ele já estava decadente, Ayrton Senna.

Lobão sempre abriu o verbo. Ganhou espaço na midia muito mais por falar mal dos outros e das gravadoras do que pela sua obra.

João Gordo era um dos que disparava contra tudo e contra todos. Ficou quietinho depois que conseguiu entrar no sistema que ele tanto combatia.

Lembra de mais alguém? Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *